Buscar
  • Alessandra Maria

5 coisas que você deve fazer antes de pegar um Empréstimo

A grande maioria dos inadimplentes do Brasil não conseguem realizar o pagamento de suas dívidas, pois colocam mais de 30% da sua renda liquida neste compromisso.

Por exemplo, se você recebe R$1500 por mês você tem o limite máximo para comprometer com dividas de R$ 450 por mês, e neste valor deve ser incluído o cartão de crédito.

Não respeitar esta regra básica de planejamento financeiro, pode transformar você em um endividado descontrolado.

Mas antes de assumir este compromisso em sua vida. Verifique estas 5 dicas antes de pegar um empréstimo.



Dica 01 - Avalie sua situação financeira pessoal e familiar


Fazer um empréstimo é relativamente fácil, principalmente se você é cliente de algum banco. Basta um click, e “voila” o dinheiro está na sua conta. Mas isto deve ser feito com um bom planejamento financeiro e uma avaliação financeira correta.

Deve ser acionado quando você verifica que não conseguirá assumir todos os seus compromissos, ou uma queda de renda brusca, ou um acidente na sua vida pessoal. Lembre-se que a conta sempre vem um dia para você pagar. E o pior de tudo virá com juros.

Então avalie bem a sua situação financeira antes de pegar um empréstimo. Com as seguintes perguntas:

Existe outro meio de conseguir este dinheiro, sem ter que pagar os juros?

O dinheiro que vou conseguir é para resolver algo supérfluo?

Os valores da parcela assumem mais de 30% da minha renda liquida?

Caso você tenha respondido SIM para qualquer destas perguntas, talvez não seja o momento para solicitar o empréstimo.


Dica 02 - Reduza Custo


Após a solicitação de empréstimo, é necessária uma revisão do seu planejamento financeiro para redimensionar seus gastos. Ou seja se você solicita um empréstimo que compromete 15% da sua renda, você precisa redimensionar os seus gastos pessoais para 75 a 80%. Por exemplo: se sua renda mensal é R$ 1500, e a parcela do empréstimo é R$ 225, então os seus gastos pessoais devem ser no máximo de R$ 1200,00.

Só assim é possível evitar se tornar inadimplente e conseguir melhorar sua situação financeira atual.

Por mais óbvio que pareça ser, nem sempre esse ponto é lembrado, como deveria.

Ou seja, planejamento financeiro e corte de gastos são duas dicas importantíssimas antes de solicitar um empréstimo – e que continuará sendo extremamente útil durante e depois do contrato.


Dica 03 - Compare as taxas de juros entre os bancos


Entenda que as condições de um empréstimo de um Banco devem ser negociadas, ou seja não são dogmas, devem ser comparadas e discutidas. Afinal de contas, quem vai pagar os juros será você.

Você sabe a diferença entre os Juros ao mês e o Custo Efetivo Total? Não, então presta atenção.

Os juros mensais ou anuais são uma compensação ao credor pelo empréstimo de dinheiro. E o custo efetivo total, são as letras miúdas dos contratos, se referem a taxa que engloba todos os encargos e despesas correntes das operações de crédito e arrendamento mercantil, contratados por pessoas físicas ou empresas.

O custo efetivo total pode se diferenciar muito de um Banco para outro, assim é fundamental acrescentar este item na negociação.

Faça a seguinte tabela: Valor Necessário, Juros ao mês, Custo Efetivo Total, números de parcelas, e valor das parcelas.

Compare as possibilidades de empréstimo. Não tenha vergonha e nem preguiça. Neste caso, o dinheiro aqui é uma mercadoria. E você pagará por isto através dos juros.


Dica 04 - Decida o prazo para pagamento que cabe no bolso


A quarta dica do que fazer antes de pegar um Empréstimo é pense no valor mensal das parcelas.

Escolher o prazo adequado é fundamental para não se comprometer com parcelas maiores do que se pode realmente arcar.

É preciso lembrar, no entanto, que quanto maior o prazo menor será o valor da parcela. Mas vale ficar atento a variação das taxas e do CET, para não comprometer a renda, com algo além do que é necessário. Respeite os seus limites.


Dica 05 - Faça uma Renda Extra


Nem sempre reduzir gastos é a algo que conseguimos fazer de forma fácil, então te convido a pensar em ações de renda extra. E quem sabe você poderá conseguir antecipar o pagamento de algumas parcelas, e reduzir o custo do empréstimo, ou seja pagar menos Juros.

Pense em rendas extras relacionadas com uma atividade remunerada em horários flexíveis, ou vender o que não usa mais, ou até mesmo trocar um bem mais caro por um mais barato, como por exemplo o carro ou até o valor de aluguel sobre um imóvel.

12 visualizações

©2020 por Ale$$andraMaria. Orgulhosamente criado com Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now